Grupo Editorial Record
O CORPO ENCANTADO DAS RUAS

Autor:
SIMAS, LUIZ ANTONIO

R$ 44,90

Crônicas de Luiz Antonio Simas sobre a cultura popular brasileira. As ruas , como vistas por Luiz Antonio Simas em O corpo encantado das ruas , incorporam o movimento. São terreiro de encontros improváveis, território de Exu, que se manifesta na alteridade da fala e na afluência das encruzilhadas . Do Centro ao subúrbio , as tramas das ruas cariocas confundem-se com sua escrita. Se João do Rio foi o cronista da alma encantada carioca do início do século XX, Luiz Antonio Simas aparece, cem anos depois, como o historiador do corpo do Rio de Janeiro atravessado pelas flechas do capital cultural e financeiro global. Por isso, contra a barbárie civilizatória , surgem suspiros e mariolas nas sacolinhas de São Cosme e Damião, a simpatia de São Brás para não engasgar, as conversas na feira, o cotidiano da quitanda e o boteco da esquina. O corpo encantado das ruas reivindica a riqueza dos saberes, práticas, modos de vida, visões de mundo das culturas que não podem ser domados pelo padrão canônico. Dá um olê na historiografia oficial. Aqui, tambor e livro são tecnologias contíguas. O Parque Shanghai é tão importante quanto o Cristo Redentor. Bach é um gênio como Pixinguinha. O Museu Nacional, um território sagrado, que acumulava o axé proporcionado pelos ancestrais à comunidade. Este não é um livro sobre resistir. É sobre reexistir. Reinventar afetos, aprender a gramática dos tambores, sacudir a vida para que surjam frestas. Para que corpos amorosos, corpos de festa e de luta se lancem ao movimento e jamais deixem de ocupar a rua.

FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788520013922
Selo: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Dimensões: 21cm x 13,6cm
Idioma: Português
Páginas: 176
Edição: 5ª edição – 2019
Acabamento: brochura

DESIGUALDADE & CAMINHOS PARA UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA

Autor:
MOREIRA, EDUARDO

R$ 39,90

Por que a distribuição de riqueza, e não a reforma da previdência, é a saída para o Brasil retomar o crescimento? “Após passar vinte anos no mercado financeiro, Eduardo Moreira percebeu que estava “olhando para o lado errado”; e, mais grave, “era um dos responsáveis pelo maior problema que o mundo vive há séculos”: a desigualdade.O livro apresenta os circuitos que conectam essa formidável fábrica de desigualdades na qual vivemos. Com linguagem acessível, são explicados os conceitos de redistribuição de renda, impostos sobre renda e patrimônio, o papel do crescimento na geração de riquezas, a questão da propriedade privada, o papel dos bancos privados e a “crueldade” do mecanismo de endividamento do poder público, que gera dinheiros para um “grupo seleto” de membros da comunidade, mas não gera riqueza para as nações. Esse livro é imprescindível no Brasil. Somos a nação mais desigual do mundo; temos logo passado escravocrata; e ainda não enfrentamos, sequer, as desigualdades do Século 19.” Eduardo Fagnani – Professor do Instituto de Economia da Unicamp, pesquisador do Centro de Estudos Sindicais e do Trabalho (CESIT) e coordenador da rede Plataforma Política Social.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788520013939
Selo: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 144
Edição: 6ª edição – 2019
Acabamento: brochura

DICIONÁRIO DA HISTÓRIA SOCIAL DO SAMBA

Autor:
LOPES, NEI | SIMAS, LUIZ ANTONIO

R$ 79,90

Dicionário da história social do samba, o vencedor do Prêmio Jabuti de Livro do Ano de Não Ficção Expressão da cultura marginal carioca do início do século XX, o samba resistiu a décadas de racismo e preconceito estético, e se tornou parte inextrincável da identidade nacional brasileira. Nesta obra de referência pioneira, Nei Lopes e Luiz Antonio Simas – grandes estudiosos do tema – inscrevem o valor da negritude e da história dos negros na criação e na fixação do samba, e a ambígua inserção dessa cultura musical na sociedade de consumo.Mais do que apenas descrever conceitos, neste importante dicionário – que recebeu o Prêmio Jabuti de Livro do Ano de Não ficção (2016) –, os autores reconstroem a memória cultural de nosso país. Os verbetes organizam a trama que compõe o enredo dessa narrativa: a repressão explícita dos primeiros tempos; as escolas de samba, os pagodes e rodas como polos de resistência; a distribuição geográfica desses espaços; o samba como gênero de música popular, com seus múltiplos e diversos subgêneros e estilos e suas diferenças regionais. E, principalmente, destacam os nomes fundamentais que fizeram essa história: compositores, instrumentistas, regentes, cantores, dançarinos, cenógrafos, diretores, entre outros.”Dicionário social da história do samba é uma obra de referência que merece estar na estante de todos os curiosos, interessados ou aficionados por esse ritmo tão brasileiro!
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788520012581
Selo: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Dimensões: 23cm x 15,5cm 
Idioma: Português
Páginas: 336
Edição: 7ª edição – 2015 
Acabamento: brochura

ECONOMIA DO DESEJO

A FARSA DA TESE NEOLIBERAL

Autor:
MOREIRA, EDUARDO

R$ 39,90

Por que o neoliberalismo não nos levará a uma sociedade mais justa Depois dos bestsellers Desigualdade e O que os donos do poder não querem que você saiba, em Economia do desejo, Eduardo Moreira revela por que é insustentável economicamente a ideia de que o Estado deve se preocupar mais com a economia do que com o atendimento das necessidades básicas dos cidadãos. Para isso, ele conceitua o que é a economia do desejo: aquela que trabalha com a falta incessante, que inclusive é responsável pelo alto consumo de supérfluos por determinada parcela da sociedade, enquanto outra parcela ainda está em situação de pobreza ou na linha abaixo da pobreza. Segundo o autor, para que o Brasil se torne um país sem pobreza, é necessário haver um passo em direção à economia da necessidade. Assim, as necessidades básicas de todos serão atendidas e a economia se tornará mais forte. Texto de orelha de Frei Betto e prefácio de Luiz Gonzaga Belluzzo.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788520014141
Selo: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 96
Edição: 4ª edição – 2020
Acabamento: brochura

ELES NÃO USAM BLACK-TIE

Autor:
GUARNIERI, GIANFRANCESCO

R$ 49,90

A chave para o grande sucesso de Eles não usam black-tie está na emoção que provoca no espectador e no leitor. Um marco na dramaturgia brasileira. Escrito em 1955, por Gianfrancesco Guarnieri, e encenado pela primeira vez pelo Teatro de Arena em 1958, Eles não usam black-tie significa até hoje, para quem lê ou assiste, a possibilidade de riso, dor, alegria, tristeza e reflexão. Considerada a revolução definitiva na dramaturgia brasileira, por introduzir personagens da classe social proletária e pobre como protagonistas, a peça alcançou grande sucesso de público e esteve em cartaz por mais de um ano em São Paulo. A peça parte, sem dúvida, de uma visão de mundo romântica. Pressupõe uma série de valores básicos, imutáveis, através dos quais os problemas surgem, fazendo estourar conflitos em que os homens se debatem.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788520013892
Selo: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 112
Edição: 32ª edição – 2021
Acabamento: brochura

EU, TITUBA: BRUXA NEGRA DE SALEM

Autor:
CONDE, MARYSE

R$ 54,90

Livro premiado de uma das mais importantes escritoras negras da atualidade, vencedora do New Academy Prize 2018 (Prêmio Nobel Alternativo)Tituba, mulher negra, nascida em Barbados, no século XVII, renasce, três séculos depois. Torna-se outra vez real, pelas mãos da premiada escritora Maryse Condé, vencedora do New Academy Prize 2018 (Prêmio Nobel Alternativo). No início do livro, Maryse Condé anota: “Tituba e eu vivemos uma estreita intimidade durante um ano. Foi no correr de nossas intermináveis conversas que ela me disse essas coisas que ainda não havia confiado a ninguém.” Da mesma forma, quem lê Tituba poderá ouvi-la falar, do invisível, desestabilizando estruturas cristalizadas, mediando novas concepções de identidades e culturas e protegendo as pessoas insurgentes. A história de Tituba é a história das mulheres da diáspora e do povo negro. É também a história de todas as pessoas que seguem a própria verdade, em vez de professar a fé do colonizador. É a história dos e das dissidentes e dos seres de alma livre. Por isso é uma história bela e complexa, cujo final, a despeito dos infortúnios, é sempre benfazejo, pois é a história dos que resistem.”Para saber de Tituba, a bruxa negra de Salem, é preciso acompanhar quem sabe lidar com a alquimia das palavras. Maryse Condé tem as fórmulas, as poções mágicas da escrita.” – Conceição Evaristo
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788501117236
Selo: ROSA DOS TEMPOS
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 252
Edição: 7ª edição – 2019
Acabamento: brochura

FEMINISMO EM COMUM

PARA TODAS, TODES E TODOS

Autor:
TIBURI, MARCIA

R$ 39,90

Primeiro livro feminista escrito pela filósofa Marcia Tiburi, autora do sucesso Como conversar com um fascista. Podemos definir o feminismo como o desejo por democracia radical voltada à luta por direitos de todas, todes e todos que padecem sob injustiças sistematicamente armadas pelo patriarcado. Nesse processo de subjugação, incluem-se todos os seres cujo corpo é medido por seu valor de uso – corpos para o trabalho, a procriação, o cuidado e a manutenção da vida e a produção do prazer alheio –, que também compõem a ampla esfera do trabalho na qual está em jogo o que se faz para o outro por necessidade de sobrevivência. Com este livro, Marcia Tiburi nos convida a repensar essas estruturas e a levar o feminismo muito a sério, para além de modismos e discursos prontos. Espera-se que, ao criticar e repensar o movimento, com linguagem acessível tanto a iniciantes quanto aos mais entendidos do assunto, Feminismo em comum seja capaz de melhorar nosso modo de ver e de inventar a vida. “O feminismo nos leva à luta por direitos de todas, todes e todos. Todas porque quem leva essa luta adiante são as mulheres. Todes porque o feminismo liberou as pessoas de se identificarem como mulheres ou homens e abriu espaço para outras expressões de gênero – e de sexualidade – e isso veio interferir no todo da vida. Todos porque luta por certa ideia de humanidade e, por isso mesmo, considera que aquelas pessoas definidas como homens também devem ser incluídas em um processo realmente democrático.” – do capítulo “Para pensar o feminismo”.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788501113511
Selo: ROSA DOS TEMPOS
Dimensões: 18cm x 12cm
Idioma: Português
Páginas: 126
Edição: 9ª edição – 2019
Acabamento: brochura

FILOSOFIAS AFRICANAS

UMA INTRODUÇÃO

Autor:
LOPES, NEI | SIMAS, LUIZ ANTONIO

R$ 39,90

Filosofias africanas é uma viagem ao pensamento africano pelos ganhadores do Prêmio Jabuti – Livro do ano. Num sentido amplo, o termo “filosofia” designa a busca do conhecimento iniciado quando os seres humanos começaram a tentar compreender o mundo por meio da razão. A grande crítica que se faz às tentativas de caracterizar o pensamento tradicional africano como filosofia é a de que, na África, os nativos, defrontados com a grande incógnita que é o Universo, seriam incapazes de ir além do temor e da reverência, próprios das mentes ditas “primitivas”. A partir daí, o chamado “racismo científico”, um dos pilares do colonialismo no século XIX – desqualificando as fontes do saber africano conhecidas desde a Antiguidade –, negou a possibilidade de os africanos produzirem filosofia. Então, o reconhecimento como filósofos, no sentido estrito do termo, de pensadores nascidos na África e de uma linha filosófica deles originada só ocorreu a partir do século XX. Filosofias africanas trata tanto dos saberes ancestrais africanos, sua essência preservada nos provérbios, na diversidade multicultural e nos ensinamentos passados durante gerações por meio da oralidade, quanto da contribuição de filósofos africanos e afrodescendentes contemporâneos na atualização desses saberes, muitos dos quais pautados no decolonialismo. Nei Lopes e Luiz Antonio Simas, de maneira didática, mais uma vez escreveram uma obra que evidencia a complexidade, sofisticação e profundidade do pensamento africano e das perspectivas de mundo que sua filosofia provoca.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9786558020035
Selo: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 144
Edição: 3ª edição – 2020
Acabamento: brochura

JANE EYRE

Autor:
BRONTE, CHARLOTTE

R$ 59,90

Primeiro romance de Charlotte Brontë, uma das irmãs que compõem a famosa família literária inglesa, Jane Eyre conta a história de uma jovem em busca de uma vida mais significativa na sociedade inglesa do século XIX. Por meio da abordagem de temas como a subordinação da mulher, relações familiares abusivas que geram traumas futuros e o crescimento moral e espiritual da personagem principal, Jane Eyre foi publicado originalmente em 1847, mas se mostra ainda muito atual. Jane, órfã de pai e mãe, vive com parentes que a desprezam, sendo tratada por sua tia de modo muito diferente do tratamento recebido pelos primos, cruéis e fúteis. Já com 10 anos de idade, Jane é enviada para a instituição de caridade Lowood, uma escola com métodos rígidos de ensino. Apesar das inúmeras privações que enfrenta na escola, a menina leva uma vida quase feliz e se torna forte e independente, passando a lecionar na entidade que a formou. Charlotte Brontë representou, por meio da protagonista, a ideia de emancipação feminina, isto é, de que as mulheres não tinham a obrigação de se casar para ter uma vida; que poderiam trabalhar e se sustentar de maneira independente. Ao longo do romance, são tecidas diversas críticas à condição de inferioridade atribuída às mulheres naquela época. A autora é, por isso, considerada transgressora das regras vigentes em sua sociedade, vista hoje como uma mulher à frente de seu tempo. Jane Eyre narra, além de uma comovente história de amor, a saga de uma jovem em busca de uma vida mais significativa do que a sociedade inglesa do século XIX tradicionalmente permitia às mulheres.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788503013772
Selo: JOSE OLYMPIO
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 630
Edição: 1ª edição – 2021
Acabamento: brochura

LONGA PÉTALA DE MAR

Autor:
ALLENDE, ISABEL

R$ 54,90

“Longa Pétala de Mar é um dos retratos mais ricos da Guerra Civil Espanhola concebidos até hoje e uma das obras mais poderosas e comoventes na longa carreira de Isabel Allende.” – The New York Times Book Review Da mesma autora de A casa dos espíritos, Longa Pétala de Mar é um romance épico que se inicia na Guerra Civil Espanhola e vai até a ascensão e queda de Pinochet, mostrando por que Isabel Allende é a rainha da ficção histórica. Em plena Guerra Civil Espanhola, o jovem médico Víctor Dalmau e sua amiga, a pianista Roser Bruguera, são obrigados a abandonar Barcelona, exilar-se e atravessar os Pirineus rumo à França. A bordo do Winnipeg, navio fretado pelo poeta Pablo Neruda, que levou mais de dois mil espanhóis para Valparaíso, eles embarcaram em busca da paz e da Liberdade que não tiveram em seu país. Recebidos como heróis no Chile – essa “longa pétala de mar e neve”, nas palavras do poeta chileno -, os dois se integrarão na vida social do país durante várias décadas, até o golpe de Estado que derrubou Salvador Allende, com quem Víctor estava ligado por laços de amizade, graças à paixão pelo xadrez. Víctor e Roser se verão novamente desterrados, mas, como diz a autora: “quando se vive o suficiente, todos os círculos se fecham”.Longa Pétala de Mar é uma viagem pela história do século XX, de mãos dadas com alguns personagens inesquecíveis que descobriram que numa única vida cabem muitas outras, e às vezes o difícil não é fugir, mas voltar.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788528624403
Selo: BERTRAND BRASIL
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 280
Edição: 3ª edição – 2019
Acabamento: brochura

MARCADOS

RACISMO, ANTIRRACISMO E VOCÊS

Autor:
REYNOLDS JASON | KENDI IBRAM X.

R$ 39,90

Uma poderosa análise sobre as origens do racismo nos Estados Unidos da América e como fazer para destruí-lo. Edição conta com orelha assinada por Taís Araujo . A construção das raças sempre foi utilizada como estratégia para obter e manter o poder, para criar dinâmicas que, ao mesmo tempo, oprimem, separam e silenciam. Argumentos racistas são tecidos e, a partir de então, disseminados ao longo de todo o país, e o primeiro passo para que seja possível construir uma sociedade norteamericana antirracista é, acima de tudo, conhecendo profundamente o passado e o presente racistas dos Estados Unidos. Marcados: Racismo, antirracismo e vocês delineia a história do racismo, expondo como diversas narrativas políticas, literárias e filosóficas ao longo do tempo foram utilizadas com a finalidade de justificar a opressão em massa, a escravidão e o genocídio de pessoas negras. “A palavra R: racismo. Alguns se escondem e procuram fugir desse assunto. Outros dizem que não é mais um tema atual. Mas Dr. Kendi desconstrói este pensamento, e Jason Reynolds torna a narrativa de fácil compreensão. Grave minhas palavras: este livro vai mudar tudo.” – Nic Stone, autora best-seller de Cartas para Marti “ Impressionante e muito necessário.” – Kirkus
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9786555871654
Selo: GALERA RECORD
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 238
Edição: 1ª edição – 2021
Acabamento: brochura

MEMORIAL DE MARIA MOURA

Autor:
QUEIROZ, RACHEL DE

R$ 59,90

Aclamada obra de Rachel de Queiroz, Memorial de Maria Moura retorna às livrarias com capa nova. Romance maduro de Rachel de Queiroz, Memorial de Maria Moura traz em si todas as características literárias que consagraram a escritora, a primeira mulher a entrar na Academia Brasileira de Letras. Narrado no Brasil rural do século XIX, o livro conta a saga de Maria Moura, personagem forte e sertaneja. Ainda nova, Maria Moura passa por experiências dolorosas. Perde o pai e depois a mãe. O padrasto a alicia e a violenta. E mais: sua terra, herdada, se encontra sob ameaça de primos inescrupulosos. O agreste, a seca e a solidão poderiam ser os únicos companheiros dessa jornada. Maria, porém, é um retrato da vontade e do desejo da mulher nordestina, que entende o lugar de submissão em que a sociedade e a família querem colocá-la, mas não aceita se contentar com ele. À sua volta reúnem-se personagens apaixonados e leais, que clamam por participar de sua luta por justiça. O sertão, a liberdade, a violência, a disputa por terras, a religiosidade, a vontade e a emancipação feminina, a amizade e o amor são grandes temas de Rachel de Queiroz, todos tratados nessa obra-prima, escrita quando a autora já contava com 82 anos. Não por menos, Memorial de Maria Moura ganhou o Prêmio Jabuti de Ficção do ano de 1993 e, no seguinte, foi adaptada para uma minissérie homônima na Rede Globo, com Glória Pires no papel da protagonista. Rachel de Queiroz foi uma mulher extraordinária. Escritora, jornalista, militante contra a ditadura Vargas e porta-voz do Nordeste brasileiro, nunca consentiu ser enclausurada em categorias. Dizia-se “não feminista”, permitia-se a contradição. Nas palavras de Heloisa Buarque de Hollanda, Rachel é “nossa grande literatura feminista […] avant la lettre.” O livro é ilustrado pelo grande gravurista Ciro Fernandes.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9786558470175
Selo: JOSE OLYMPIO
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 504
Edição: 23ª edição – 2021
Acabamento: brochura

MUITO ALÉM DO INVERNO

Autor:
ALLENDE, ISABEL

R$ 59,90

Autora do aclamado best-seller A casa dos espíritos, Isabel Allende nos traz uma de suas histórias mais pessoais em Muito além do inverno – uma obra absolutamente atual que discute imigração e identidade na América a partir da emocionante jornada de personagens que encontram a esperança e o amor nas segundas chances. Tudo começa com um leve acidente de trânsito – que se transforma no catalisador de uma inesperada e tocante história de amor entre duas pessoas que acreditavam estar no inverno de suas vidas.Em meio a uma nevasca no Brooklyn, Richard Bowmaster, um professor universitário de 60 anos, bate na traseira do carro de Evelyn Ortega, uma jovem imigrante ilegal da Guatemala. O que a princípio parecia apenas um pequeno incidente toma um rumo imprevisto e muito mais sério quando Evelyn aparece na casa do professor em busca de ajuda. Confuso com a situação e sem entender o espanhol falado pela jovem, ele pede ajuda a sua inquilina, Lucía Maraz, uma chilena de 62 anos, que está passando uma temporada nos Estados Unidos como palestrante na mesma universidade em que Richard leciona. Juntas, essas pessoas tão diferentes embarcam em uma dramática e incrível aventura, que vai do Brooklyn atual à Guatemela de um passado recente, do Chile dos anos 1970 ao Brasil dos anos 1980, e na qual descobrem sua força interior. Para Lucía e Richard, além de tudo, pode significar uma nova chance para o amor.Explorando temas atemporais como direitos humanos e a difícil situação dos imigrantes, Muito além do inverno reflete sobre importantes questões da humanidade com paixão, humor e sabedoria.“Isabel Allende tem o raro e precioso dom de, ao mesmo tempo, desafiar e atrair leitores, dramatizando com surpreendente intimidade situações como o desespero que permeia a imigração ilegal e a violência para, na página seguinte, trabalhar a espiritualidade, a sensualidade e a leveza heroica.” – Booklist
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788528622508
Selo: BERTRAND BRASIL
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 294
Edição: 1ª edição – 2019
Acabamento: brochura

MULHERES DE MINHA ALMA

Autor:
ALLENDE, ISABEL

R$ 49,90

Em Mulheres de minha alma, Isabel Allende fala da experiência de ser mulher e mostra como o feminismo sempre esteve presente em sua vida. “A revolução feminista é, provavelmente, a mais importante da história.” Ao comparar a atual revolução feminista com as revoluções próprias de sua vida, Isabel Allende, a escritora de língua espanhola mais lida no mundo, celebra a veia feminista que corre pulsante em toda sua obra literária.Em Mulheres de minha alma, Isabel Allende nos oferece uma emocionante narrativa de sua relação com o feminismo e com o fato de ser mulher, reivindicando, ao mesmo tempo, o direito de viver a vida adulta com sentimento, prazer e plena intensidade.A grande autora chilena nos convida a acompanhá-la nessa viagem pessoal e emocional em que rememora seus vínculos com o feminismo desde a infância até hoje. Relembra algumas mulheres imprescindíveis em sua vida, como as saudosas Panchita, sua mãe, Paula, sua filha, e a lendária agente literária Carmen Balcells; escritoras relevantes como Virginia Woolf e Margaret Atwood; jovens artistas que personificam a rebeldia de sua geração; ou, entre muitas outras, as mulheres anônimas que sofreram violência e, cheias de dignidade e coragem, levantaram-se e seguiram em frente… Elas são as mulheres que a inspiraram e acompanharam ao longo da vida, são as mulheres de sua alma.Por fim, em Mulher de minha alma, Isabel Allende também nos oferece reflexões sobre o movimento #MeToo (que ela apoia e celebra), sobre as recentes revoltas sociais em seu país de origem e — como não? — sobre a crise global provocada pela pandemia de Covid-19. Tudo isso sem perder aquela inconfundível paixão pela vida e a certeza de que, independentemente da idade, sempre há tempo para o amor.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788528624793
Selo: BERTRAND BRASIL
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 238
Edição: 3ª edição – 2020
Acabamento: brochura

PACIENTES QUE CURAM

O COTIDIANO DE UMA MÉDICA DO SUS

Autor:
ROCHA, JULIA

R$ 39,90

Em Pacientes que curam, a médica Julia Rocha conta seu cotidiano no Sistema Único de Saúde brasileiro, o SUS, onde trabalha há dez anos, desde que se formou. Os textos de Pacientes que curam apresentam o que Julia – uma mulher negra, médica de família e comunidade, mãe e cantora – vivenciou no plantão no hospital, em seu consultório na Unidade Básica de Saúde, na UPA ou em visita a pacientes em casa. E, ao fazer isso, traçam um retrato de um Brasil periférico, que vive mal desde sempre. Ao mesmo tempo, revelam o que há de universal, de sensível, no humano. No livro, vemos como saúde é muito mais do que não estar doente: é ter garantido o direito ao trabalho, à moradia, à alimentação, à educação, ao lazer e aos demais componentes do Estado de bem-estar social. Mas como proporcionar direitos às pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social? Como fazer cumprir os artigos da Constituição que estabelecem acesso universal e igualitário à saúde?A saúde é direito de todos e dever do Estado. O SUS, criado em 1986, é resultado de lutas dos movimentos sociais e engloba políticas de assistência e programas para a promoção da saúde, da democracia e da cidadania para todos os brasileiros, de forma gratuita. É considerado um dos maiores e melhores sistemas de saúde públicos do mundo.Graças ao SUS e a sua rede de profissionais dedicados ao atendimento humanizado dos pacientes, temos a chance de conhecer a dra. Julia e os pacientes-personagens deste livro. Histórias como as de Juliana e Juraci, que sofriam de uma das piores doenças que a sociedade pôde transmitir, o racismo e a escravidão; de Ruth, que buscava um remédio para dormir e saiu com diagnóstico de opressão por machismo. E também como a da mulher que queria uma solução para diminuir o desejo sexual e descobriu que estava saudável; e de seu André, que quase morreu e encontrou o amor.Pacientes que curam é um livro para se emocionar, para rir. É diversão e é alimento para a luta. Um livro para pessoas que sentem muito pelas injustiças e que teimam em mudar o mundo.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9786558020011
Selo: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 304
Edição: 4ª edição – 2020
Acabamento: brochura