Grupo Editorial Record
SIDARTA

Autor:
HESSE, HERMANN

R$ 79,90

Uma das maiores obras de Hermann Hesse em edição especial de capa dura.Sidarta é um espírito rebelde, seguidor dos ensinamentos de Buda, fiel à sua própria alma. Em sua busca pela verdadeira felicidade, o filho de brâmanes, favorecido na aparência, na inteligência e no carisma, torna-se um asceta. Para isso, segue um caminho tortuoso que o leva, através de um sensual caso amoroso com uma cortesã, das tentações à autocompreensão.Um romance lírico, baseado na juventude de Buda, que retém a magia de Hermann Hesse, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura – consagrado e cultuado não por oferecer respostas para dilemas ou formulações fáceis para aflições, mas por tecer envolventes universos e tramas repletas de empatia, sempre apontando a capacidade de sublimação do ser humano na busca de sua essência. Uma reflexão sobre a busca da sabedoria que encanta gerações.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788501118295
Selo: Record
Dimensões: 21cm x 14cm
Idioma: Português
Páginas: 176
Edição: 63ª edição – 2019
Acabamento: capa dura

SOB OS PÉS, MEU CORPO INTEIRO

Autor:
TIBURI, MARCIA

R$ 44,90

Romance sobre passado e presente da autora de Como conversar com um fascista e Feminismo em comum. Em uma São Paulo distópica, mas perigosamente familiar, uma mulher que não foi capaz de viver a própria vida e uma jovem à procura da mãe desaparecida durante a ditadura militar se envolvem em um jogo de aproximações e distanciamentos em meio a uma cidade apodrecida, em que a insegurança, a crise hídrica, os golpes de Estado e uma elite política carcomida, na qual se destaca um psicopata que manda pintar os muros de cinza, são o retrato do que se construiu a partir do fim das utopias. Neste novo romance, marcado por reviravoltas, ressentimentos, dívidas e buscas pela verdade, em um contexto em que estar vivo ou morto não só é uma questão de sorte como também de perspectiva, Marcia Tiburi escreve sobre cicatrizes profundas que se tornaram invisíveis com o tempo – consequências da reinvenção de um passado diante da necessidade de salvar o próprio futuro.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788501114556
Selo: Record
Dimensões: 23cm x 16cm
Idioma: Português
Páginas: 182
Edição: 1ª edição – 2018
Acabamento: brochura

TERRA NOS CABELOS

Autor:
CAETANO, TÔNIO

R$ 34,90

Vencedor do Prêmio Sesc de Literatura na categoria Contos. Terra nos cabelos encanta pela força e pela dinâmica das histórias, todas protagonizadas por mulheres. Os contos deste livro se propõem a uma espécie de investigação do íntimo, das descobertas do outro, e instigam o leitor a mergulhar na vida dos personagens.A menina que vê a mãe partir e se aferra a uma prolongada espera, a esposa infeliz que se aventura na casa de swing, as adolescentes enredadas nas primeiras experiências sexuais, em ritos de passagem e de iniciação. São, todas elas, personagens em contenda com o mundo, seja no âmbito familiar ou no universo da sociedade de forma mais ampla.Tônio Caetano costura as histórias com um fio invisível em que a ambiência se amalgama a um sentimento difuso de inadequação, de não pertencimento. A poética dos contos revela a chegada de mais um autor talentoso ao cenário da literatura brasileira. Semeando boas histórias que fazem refletir as minúcias da vida comum, sua estreia é bem-vinda, e seus textos, cheios de inquietações.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9786555870886
Selo: Record
Dimensões: 21cm x 13,5cm 
Idioma: Português
Páginas: 112
Edição: 1ª edição – 2020 
Acabamento: brochura

TUDO É RIO

Autor:
MADEIRA, CARLA

R$ 49,90

Tudo é rio é o livro de estreia de Carla Madeira. Com uma narrativa madura, precisa e ao mesmo tempo delicada e poética, o romance narra a história do casal Dalva e Venâncio, que tem a vida transformada após uma perda trágica, resultado do ciúme doentio do marido, e de Lucy, a prostituta mais depravada e cobiçada da cidade, que entra no caminho deles, formando um triângulo amoroso.Na orelha do livro, Martha Medeiros escreve: “Tudo é rio é uma obra-prima, e não há exagero no que afirmo. É daqueles livros que, ao ser terminado, dá vontade de começar de novo, no mesmo instante, desta vez para se demorar em cada linha, saborear cada frase, deixar-se abraçar pela poesia da prosa. Na primeira leitura, essa entrega mais lenta é quase impossível, pois a correnteza dos acontecimentos nos leva até a última página sem nos dar chance para respirar. É preciso manter-se à tona ou a gente se afoga.”A metáfora do rio se revela por meio da narrativa que flui – ora intensa, ora mais branda – de forma ininterrupta, mas também por meio do suor, da saliva, do sangue, das lágrimas, do sêmen, e Carla faz isso sem ser apelativa, sem sentimentalismo barato, com a habilidade que só os melhores escritores possuem.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9786555871784
Selo: Record
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 210
Edição: 3ª edição – 2021
Acabamento: brochura

VIDAS SECAS

Autor:
RAMOS, GRACILIANO

R$ 49,90

Vidas secas é reconhecidamente o mais importante livro de Graciliano Ramos e um dos maiores clássicos da literatura brasileira. Graciliano Ramos nasceu em 1892, no interior de Alagoas, e cresceu na fazenda do pai antes de se mudar para a capital do estado e, posteriormente, para o Rio de Janeiro, onde começou a trabalhar na imprensa. Em 1937, foi preso sob vagas acusações de defender ideologias comunistas. Ao deixar a prisão, procurou trabalho como jornalista em um jornal do Rio de Janeiro. O editor então lhe permitiu publicar um texto curto, e Graciliano escreveu um conto chamado “Baleia”, sobre o sofrimento e a morte da cachorrinha de uma família de retirantes sertanejos. O conto fez sucesso e o jornal encomendou outros no mesmo estilo. Graciliano produziu então um conto para cada membro da família: o pai, a mãe e os dois filhos. Nascia assim Vidas secas, narrado em terceira pessoa, com treze capítulos que, por não terem uma linearidade temporal, podem ser lidos fora de ordem, como contos.Lançado originalmente em 1938, Vidas secas retrata a vida miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigada a se deslocar de tempos em tempos para áreas menos castigadas pela seca. O pai, Fabiano, caminha pela paisagem árida da caatinga do Nordeste brasileiro com a sua mulher, Sinha Vitória, e os dois filhos, que não têm nome, sendo chamados apenas de “filho mais velho” e “filho mais novo”. São também acompanhados pela cachorrinha da família, Baleia, cujo nome é irônico, pois a falta de comida a fez muito magra.Vidas secas pertence à segunda fase modernista da literatura brasileira, conhecida como “regionalista” ou “romance de 30”. Denuncia fortemente as mazelas do povo brasileiro, principalmente a situação de miséria do sertão nordestino. É o romance em que Graciliano alcança o máximo da expressão que vinha buscando em sua prosa: o que impulsiona os personagens é a seca, áspera e cruel, e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788501114785
Selo: Record
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 176
Edição: 150ª edição – 2019
Acabamento: brochura

A VIÚVA SILENCIOSA

Autor:
BAGSHAWE TILLY | SHELDON SIDNEY

R$ 54,90

A saga de uma mulher marcada em busca da própria sobrevivência é a trama de A viúva silenciosa, de Sidney Sheldon e Tilly Bagshawe. Charlotte Clancy, uma jovem au pair americana, desaparece sem deixar vestígios na Cidade do México. O caso acaba sendo arquivado, mas suas consequências são devastadoras. Uma década depois, um assassino perigoso está à solta nas ruas de Los Angeles. E já fez duas vítimas. Mas o único elo em comum entre elas é a psicóloga Nikki Roberts.Nikki ainda está muito abalada com a recente morte do marido. E sua vida sofre outra reviravolta quando uma de suas pacientes, Lisa Flannagan, e o rapaz que Nikki considerava como filho, Treyvon Raymond, são brutalmente assassinados. Mas, apenas quando sofre um atentado é que a psicóloga tem certeza de que ela é o verdadeiro alvo desse assassino impiedoso.Atormentada por um acontecimento do passado e vendo a polícia em um beco sem saída, Nikki contrata o detetive particular Derek Williams, um homem que não tem medo de sujar as mãos. Ele trabalhara no caso de Charlotte Clancy, mas agora, anos depois, encontra nas anotações de Nikki Roberts um nome que chama sua atenção, e essa nova investigação o conduz a um caminho perigoso de volta ao passado.Numa cidade corrupta, onde não se sabe quem é inimigo e quem é amigo, Nikki Roberts precisa correr contra o tempo para descobrir a verdade por trás desses crimes antes que ela seja a próxima vítima.A autora best-seller do New York Times, Tilly Bagshawe, continua o legado de um dos maiores best-sellers de suspense do mundo, Sidney Sheldon, em A viúva silenciosa, uma história de glamour, suspense e reviravoltas inesperadas. “Dificilmente um suspense poderia ser melhor.” Daily Telegraph
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788501115805
Selo: Record
Dimensões: 23cm x 15,5cm
Idioma: Português
Páginas: 448
Edição: 2ª edição – 2019
Acabamento: brochura

AÇÃO CULTURAL PARA A LIBERDADE E OUTROS ESCRITOS

NOVA CAPA

Autor:
FREIRE, PAULO

R$ 59,90

Paulo Freire trata de temas que vão da alfabetização à reforma agrária em livro indispensável para compreender os obstáculos impostos à verdadeira justiça social. Em Ação cultural para a liberdade e outros escritos , compilação de textos redigidos entre 1968 e 1974, Freire mostra por que, num período tão mecanicista, a verdadeira pedagogia é aquela que olha a todo momento para a expressividade do aluno, para o exercício de sua compreensão crítica da sociedade, e não para a sua acomodação. Afinal, diz ele, “que pode um trabalhador camponês ou um trabalhador urbano retirar de positivo para seu quefazer no mundo […] através de um trabalho de alfabetização em que se lhes diz, adocicadamente, que a ‘asa é da ave’ ou que ‘Eva viu a uva’?” Em 1963, em Angicos, interior do Rio Grande do Norte, trezentos trabalhadores rurais foram alfabetizados em apenas 40 horas, pelo método proposto por Paulo Freire. Esse foi o resultado do projeto-piloto do que seria o Programa Nacional de Alfabetização do governo de João Goulart, presidente que viria a ser deposto em março de 1964. Em outubro desse mesmo ano, Freire deixou o Brasil para proteger a própria vida. Apenas voltou a visitar o país em 1979, com a abertura democrática. Ao longo de sua história, Paulo Freire recebeu mais de cem títulos de doutor honoris causa , de diversas universidades nacionais e estrangeiras, além de inúmeros prêmios, como Educação para a Paz, da Unesco, e Ordem do Mérito Cultural, do governo brasileiro. Integra o International Adult and Continuing Education Hall of Fame e o Reading Hall of Fame.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577534241
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 256
Edição: 16ª edição – 2021
Acabamento: brochura

AÇÃO CULTURAL PARA A LIBERDADE E OUTROS ESCRITOS

Autor:
FREIRE, PAULO

R$ 59,90

Neste livro, Paulo Freire aborda os mais diferentes aspectos da realidade brasileira com o olhar de quem luta por uma mudança profunda e crítica do mundo. Reunindo textos escritos entre 1968 e 1974, mas de atualidade desconcertante, e abordando temas que vão da alfabetização à reforma agrária, Ação cultural para a liberdade e outros escritos é indispensável para a compreensão dos obstáculos impostos à verdadeira justiça social e mostra por que, numa época tão mecanicista, a verdadeira pedagogia é aquela que olha a todo momento para a expressividade do aluno, para o exercício de sua compreensão crítica da sociedade, e não para a sua acomodação.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577531660
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 14cm
Idioma: Português
Páginas: 256
Edição: 16ª edição – 2013
Acabamento: brochura

EDUCAÇÃO COMO PRÁTICA DA LIBERDADE

Autor:
FREIRE, PAULO

R$ 49,90

Educação como prática da liberdade foi escrito em 1967, durante o exílio forçado de Paulo Freire no Chile. Tem como principal objetivo alcançar a educação que liberta seres humanos da condição de oprimido e os insere na sociedade como forças transformadoras, críticas, politizadas e responsáveis por todas as pessoas que a integram. Além de apresentação de Francisco C. Weffort e prefácio-poema de Thiago de Mello, esta edição reúne apêndice com exemplos de situações existenciais, que possibilitam no Método a apreensão do conceito de cultura. São acompanhadas de desenhos de Vicente de Abreu feitos a partir das pinturas originais de Francisco Brennand, destruídas pela ditadura militar brasileira. Ao longo de sua história, Paulo Freire recebeu mais de cem títulos de doutor honoris causa, de diversas universidades nacionais e estrangeiras, além de inúmeros prêmios, como Educação para a Paz, da Unesco, e Ordem do Mérito Cultural, do governo brasileiro. Integra o International Adult and Continuing Education Hall of Fame e o Reading Hall of Fame.“Quando um ex-analfabeto de Angicos, discursando diante do presidente Goulart, que sempre nos apoiou com entusiasmo, e de sua comitiva, declarou que já não era massa, mas povo, disse mais do que uma frase: afirmou-se conscientemente numa opção. Escolheu a participação decisória, que só o povo tem, e renunciou à demissão emocional das massas. Politizou-se.”
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577534234
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 192
Edição: 1ª edição – 2019
Acabamento: brochura

EDUCAÇÃO E MUDANÇA

Autor:
FREIRE, PAULO

R$ 39,90

Paulo Freire analisa possibilidades do sistema de ensino no processo da mudança social. Escrito originalmente em espanhol e publicado pela primeira vez no Brasil em 1979, Educação e mudança coincide com o retorno de Paulo Freire ao país, após seu exílio forçado pela ditadura civil-militar brasileira. Quatro estudos formam este livro, que aborda os mais diferentes aspectos da relação do homem e seu estar no mundo. Vemos aqui como o compromisso com a própria realidade é a peça-chave para que todas as pessoas se sintam pertencentes à sociedade e possam transformá-la.“Quando um ser humano pretende imitar outrem, já não é ele mesmo. Assim também a imitação servil de outras culturas produz uma sociedade alienada ou sociedade-objeto. Quanto mais alguém quer ser outro, tanto menos ele é ele mesmo.A sociedade alienada não tem consciência de seu próprio existir. Um profissional alienado é um ser inautêntico. Seu pensar não está comprometido consigo mesmo, não é responsável. O ser alienado não olha para a realidade com critério pessoal, mas com olhos alheios. Por isso vive uma realidade imaginária e não a sua própria realidade objetiva. Vive através da visão de outro país. Vive-se Rússia ou Estados Unidos, mas não se vive Chile, Peru, Guatemala ou Argentina.”
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577534272
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 112
Edição: 43ª edição – 2020
Acabamento: brochura

FIM DE MILÊNIO - VOL. 3

Autor:
CASTELLS, MANUEL

R$ 99,90

O último volume da trilogia A era da informação, em edição revista a ampliada.Fim de milênio é o último volume da fascinante trilogia de Manuel Castells, A Era da Informação: Economia, Sociedade e Cultura. Nesta edição revista e ampliada, foi incluído novo prefácio do autor a respeito dos processos de mudança social global induzida pela transição da antiga sociedade industrial para a emergente sociedade em rede global.Este livro apresenta um estudo do colapso da União Soviética, remetendo sua extinção à incapacidade demonstrada pelo estatismo industrial de conduzir a transição do país para a era da informação. O volume mostra ainda o crescimento da desigualdade, da polarização e da exclusão social em todo o mundo, tomando como exemplo a África, a pobreza urbana e as diversas formas de exploração de menores. Além disso, Manuel Castells analisa a globalização do crime organizado, que afeta profundamente a economia e a política de diversos países. Avalia os fundamentos políticos e culturais da emergência do Pacífico Asiático como a região mais dinâmica da economia global e reflete sobre as contradições da unificação europeia, propondo o conceito de Estado em rede.Na conclusão geral da trilogia, incluída neste volume, Castells une os fios de seus argumentos e descobertas, apresentando uma interpretação sistemática do nosso mundo na virada do milênio.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577533824
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 23cm x 15,6cm
Idioma: Português
Páginas: 504
Edição: 1ª edição – 2020
Acabamento: brochura

INDÚSTRIA CULTURAL E SOCIEDADE

Autor:
ADORNO THEODOR W. | ALMEIDA JORGE M. B. DE

R$ 34,90

Reunião de ensaios de Adorno, Indústria cultural e sociedade retorna às livrarias com novo projeto gráfico. “Um volume de Adorno é equivalente a toda uma estante de livros sobre literatura” – Susan Sontag Analisar e compreender a organização e a manifestação da cultura dentro do desenvolvimento do capitalismo foi um dos motores de pensamento do alemão Theodor W. Adorno. E, sem dúvida, a extensão dessa elocubração que se detém ao ritmo industrial da produção cultural, sempre rápido, duro, pasteurizado e “sem alma”, segundo Adorno, é criticável em qualquer regime político, econômico e ideológico. Nesta nova edição de Indústria cultural e sociedade, leitores e leitoras encontrarão três importantes ensaios de Theodor Adorno escolhidos pelo professor da Universidade de São Paulo Jorge de Almeida. São eles: “Indústria cultural: o Iluminismo como mistificação das massas”, “Crítica cultural e sociedade” e “Tempo livre”. Escritos entre 1947 e 1969 – ano de morte do autor –, estes textos apresentam suas ideias centrais acerca do empobrecimento da experiência, da desvalorização do ócio e do desenvolvimento artístico. Diante destes ensaios clássicos da filosofia da comunicação e da estética, podemos conhecer e questionar as atuais implicações e imposições da ideologia e da técnica. Se até agora estivemos diante do sempre-igual, com este livro será possível refletir e modificar a pseudocultura da indústria cultural.
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9786555480146
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 112
Edição: 13ª edição – 2021
Acabamento: brochura

PEDAGOGIA DA AUTONOMIA

Autor:
FREIRE, PAULO

R$ 39,90

Uma das principaios obras de Paulo Freire, agora em novo projeto gráfico. Pedagogia da autonomia reafirma o profundo compromisso ético de Paulo Freire na defesa da existência digna. Neste seu último livro publicado em vida, em 1996, o educador aprofunda sua teoria-ética de uma vida voltada para a liberdade, a verdade e a autenticidade dos sujeitos, contra a lógica do capital. A partir do amor revolucionário e do rigor crítico, reflete sobre o que o ato de ensinar exige de educadores e educandos.“Gosto de ser homem, de ser gente, porque não está dado como certo, inequívoco, irrevogável que sou ou serei decente, que testemunharei sempre gestos puros, que sou e que serei justo, que respeitarei os outros, que não mentirei escondendo o seu valor porque a inveja de sua presença no mundo me incomoda e me enraivece. Gosto de ser homem, de ser gente, porque sei que a minha passagem pelo mundo não é predeterminada, preestabelecida. Que o meu ‘destino’ não é um dado, mas algo que precisa ser feito e de cuja responsabilidade não posso me eximir. Gosto de ser gente porque a história em que me faço com os outros e de cuja feitura tomo parte é um tempo de possibilidades, e não de determinismo. Daí que insista tanto na problematização do futuro e recuse sua inexorabilidade.”
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577534098
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 144
Edição: 1ª edição – 2019
Acabamento: brochura

PEDAGOGIA DA ESPERANÇA

Autor:
FREIRE, ANA MARIA ARAUJO | FREIRE, PAULO

R$ 59,90

Para fazer brotar as energias da esperança. Em Pedagogia da esperança, de 1992, Paulo Freire faz uma reflexão sobre a Pedagogia do oprimido, um reencontro com ela, com suas vivências em quase três décadas nos mais diferentes cantos do mundo. O livro, atual e imprescindível, conta ainda com a colaboração de Ana Maria Araújo Freire, através de notas explicativas.Em 1963, em Angicos, interior do Rio Grande do Norte, 300 trabalhadores rurais foram alfabetizados em apenas 40 horas, pelo método proposto por Paulo Freire. Esse foi o resultado do projeto-piloto do que seria o Programa Nacional de Alfabetização do governo de João Goulart, presidente que viria a ser deposto em março de 1964. Em outubro desse mesmo ano, Freire deixou o Brasil para proteger a própria vida. Apenas voltou a visitar o país em 1979, com a abertura democrática.Ao longo de sua história, Paulo Freire recebeu mais de cem títulos de doutor honoris causa, de diversas universidades nacionais e estrangeiras, além de inúmeros prêmios, como Educação para a Paz, da Unesco, e Ordem do Mérito Cultural, do governo brasileiro. Integra o International Adult and Continuing Education Hall of Fame e o Reading Hall of Fame. “Hoje, distante em mais de 25 anos daquelas manhãs, daquelas tardes, daquelas noites, vendo, ouvindo, quase pegando com as mãos certezas sectárias, excludentes da possibilidade de outras certezas, negadoras de dúvidas, afirmadoras da verdade possuída por certos grupos que se chamavam a si mesmos de revolucionários, reafirmo, como se impõe a uma Pedagogia da esperança, a posição assumida e defendida na Pedagogia do oprimido contra os sectarismos, castradores sempre, e em defesa do radicalismo crítico.”
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577534197
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 192
Edição: 27ª edição – 2020
Acabamento: brochura

PEDAGOGIA DO OPRIMIDO

Autor:
FREIRE, PAULO

R$ 49,90

Pedagogia do oprimido, escrito entre 1964 e 1968, quando Paulo Freire estava exilado no Chile, foi proibido pela ditadura civil-militar do Brasil, onde permaneceu inédito até 1974. Ancorado em situações concretas, este livro desvela as relações que sustentam uma ordem injusta, responsável pela violência dos opressores e pelo medo da liberdade que os oprimidos sentem. É um livro radical, sobre o conhecer solidário, a vocação ontológica, o amor, o diálogo, a esperança e a humildade. Aborda a luta pela desalienação, pelo trabalho livre, pela afirmação dos seres humanos como pessoas, e não coisas. É destinado aos revolucionários, que se comprometem com os oprimidos, para, com eles e ao lado deles, lutar para construir um mundo em que seja mais fácil amar. “O opressor só se solidariza com os oprimidos quando o seu gesto deixa de ser um gesto piegas e sentimental, de caráter individual, e passa a ser um ato de amor àqueles. Quando, para ele, os oprimidos deixam de ser uma designação abstrata e passam a ser os homens concretos, injustiçados e roubados. Roubados na sua palavra, por isto no seu trabalho comprado, que significa a sua pessoa vendida. Só na plenitude deste ato de amar, na sua existenciação, na sua práxis, se constitui a solidariedade verdadeira. Dizer que os homens são pessoas e, como pessoas, são livres, e nada concretamente fazer para que esta afirmação se objetive, é uma farsa.”
FICHA TÉCNICA

ISBN: 9788577534180
Selo: PAZ E TERRA
Dimensões: 21cm x 13,5cm
Idioma: Português
Páginas: 256
Edição: 75ª edição – 2019
Acabamento: brochura